sexta-feira, 16 de abril de 2010

Homens e Mulheres

Por Fernanda Santiago Valente

As mulheres de hoje são determinadas, inteligentes, prestativas e muito eficientes em seus trabalhos. Por conta disso, os homens tem sentido medo e não admitem que elas possuam idéias brilhantes.
Elas não são apenas donas de casa, mas são mães e pai ao mesmo tempo e aprenderam a ser independentes. O homem com o seu orgulho soberbo parou de elogiar a mulher e de ser cavalheiro. Com isso, nasceu a disputa entre a formação de papéis entre homens e mulheres. Parece que já não existe mais respeito entre ambos.
As mulheres em geral procuram um homem romântico, amigo e sensível as suas escolhas. Alguém que a apóie em suas decisões. Já os homens querem uma mulher que fique de boca calada, longe de opiniões e que esteja sempre de pernas abertas a sua espera e além de tudo, não pode possuir mais inteligência que eles.
Muitos criticam o posicionamento de algumas mulheres que decidiram viver independentemente, mas nunca criticaram os homens que fizeram que isso acontecesse:
_ o marido infiel
_ as bebidas
_ as agressões
_ o ato machista de repreender
As mulheres de hoje sentem um grande vazio, pois sabem que são seres de valor. Elas tentam lutar sozinhas, tentam mostrar que também podem ser infiéis, tentam chamar a atenção bebendo e até mesmo agredindo, mas elas são cristais. O cristal é transparente e quebra com muita facilidade. No entanto, os homens precisam entender que as mulheres não querem exercer seus papeis, mas querem apenas, atenção, dividir seus ideais, sonhos e conquistas.
As mulheres estão cansadas da “imaturidade dos homens” que muitas vezes só pensam com o pênis. Elas não querem ser vistas como as atrizes de propagandas de cervejas, nas quais são rotuladas como peitudas loiras turbinadas apenas para as farras. As mulheres que prestam a aceitar esse tipo de cena apenas se acostumaram com o fato machista.
Eu não aceito ser vista como um produto que se consome e logo mais se joga fora. Não! Sou muito além do que os homens imaginam...
Sou mulher, sensível, inteligente, amiga, batalhadora, esposa, conquistadora. O homem que está comigo? Me escuta, me entende, e me conta seus mais assustadores pesadelos... e que sirva de exemplo aos outros.
Pois os homens precisam entender o interior do ser feminino.

5 comentários:

Alessandra disse...

Graças a Deus assim é também o homem que esta comigo.A gente demora um poucO pra encontrar o equilíbrio entre todas as funções de uma mulher,mas quando encontra não tem pra ninguém:alcançamos sempre lugares de honra e colocamos em honra também nosso marido,filhos e quem mais estiver a nossa volta.A mulher sábia,como diz a Palavra,edifica,constrói,aperfeiçoa...beijo pra ti.

Gisley Scott disse...

O homem que está comigo é Cantares de Salomão indo e voltando e de cabeça pra baixo! Foi bom esperar em Deus :)!- mas eu ainda acredito que um homem de Deus não quer ver sua mulher assim, feminista, mas tb não quer fazer dela um pano de chão. Quer mostrar aos outros que ela é a rainha do coração do rei, no caso, ele.

O feminismo na minha humilde opinião,não trouxe nada a somar.Nada mais é do que um machismo de salto alto, e vai de encontro ao que está escrito em 1 Pedro 3:1-7.

Outra coisa tb que eu notei quando eu estava em transformação é que a mulher atrai aquilo que ela propaga.Seja com roupas, nos seus ideais e suas atitudes.Se ela passa a idéia de que não precisa de um homem, pode ser que na hora que ela precisar, ela só vai encontrar um que use dela.

Na vida a gente atrai o que a gente propaga.Quem quiser ter um homem de Deus, seja uma mulher de Deus e não negocie por menos. Eu já taquei a cara na parede muitas vezes e posso dizer hj com toda sinceridade que esperar em Deus ainda é o melhor :)!

Bjos!

Sandra disse...

Parabéns pelo texto!
Só completo com uma coisa que não canso de repetir: os homens aprenderam a dividir as responsabilidades deles, agora têm que aprender a dividir as nossas!

Bem-vinda ao Criando Asas!
Beijos!

Ariiana disse...

os homens não aceitam que estamos ocupando o mesmo nivel , e que temos a mesma capacidade ou até mais do que eles..
Machismo, isso.....
eu mesmo ja sofri descriminação porque fazia curso de programação, eles falavam que mulher programadora não existia...

Priscila Rodrigues disse...

Isso mesmo Fê, disse tudo. Muitos homens ainda vivem da década de 50, machistas e insensíveis.

Além de alguns não aceitarem nossas conquistas e evolução. Os que entendem e apoiam são poucos hoje em dia.

Eu não posso dizer do meu pq não tenho.. rs.

Beijos.