quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

O coração

Por Fernanda Santiago Valente


Já senti que ele é capaz de perdoar. Senti que ele chora e também sorri. Senti que ele tem um temperamento ao qual eu mesma tenho que controlar. A cada dia ele está diferente, tanto para melhor como para pior. Em cada momento que o coração é desbravado, novas sementes precisam ser regadas. O coração é como uma roseira, precisa de cuidados. O coração não pode ser ferido e para conquista-lo é necessário conhecer os espinhos. Nenhum coração é perfeito. Por isso, conheça a beleza das rosas do coração, sinta o verdadeiro perfume e não deixe que ninguém se machuque nos espinhos. Se alguém, por acaso se ferir em seu coração, peça perdão e entregue-lhe uma rosa sem espinhos.

3 comentários:

Carla Maia Garcias disse...

Muito lindo seu blog!
Concordo, o coração também pode ter espinhos e, muitas vezes, "espetam" logo aqueles a quem mais amamos.

Luciana Paraiso disse...

Lindo, como sempre, rss e verdade tbm!
Nosso bem mais precioso... Afinal, ‘sobre tudo que se deve guardar, guarde o coração, pois dele procedem as fontes de vida’ - Prov. 4:23

Bjão

Priscila Rodrigues disse...

O coração é cheio de surpresas, doe quando estamos tristes e doe quando estamos alegres de mais.

Sem contar que ele é traiçoeiro, se apaixona por quem não deve.. um dia eu tomo autoridade sobre ele.. rs rs.

Bjos..