domingo, 18 de setembro de 2011

Nosso AMIGO e nossos amigos



Por Fernanda Santiago Valente

Na VIDA são erros e acertos. Alguns erros conseguimos consertar, outros não. Pessoas entram e saem das nossas vidas, outras retornam como se jamais tivessem saído. E também fazemos o mesmo na vida das pessoas. Os melhores momentos e lembranças sempre serão guardados. E os que nos fizeram mal é melhor nem lembrarmos porque senão será impossível enxergar o que está diante de nós.
A absoluta certeza que eu sei é que não sei nada da vida. Às vezes achamos que sabemos tudo, no entanto, só complicamos. A gente mais erra nessa vida que acerta, mas aprendemos. Quando entendemos nossos erros tudo se modifica e a VIDA vai de encontro ao rumo principal: algo que chamo de graça.
Todas as pessoas neste mundo possuem desejos e sonhos. Buscamos aceitação em todos eles. Às vezes abrimos mão de sonhos e desejos para sermos aceitos pela pessoa ou pessoas que amamos. Isso é lindo, mas não é bom. Tudo o que nos reprime não é bom.
Às vezes acreditamos cegamente em pessoas que não deveríamos acreditar, contamos nossos anseios para alguém que jamais deveria saber e desprezamos pessoas que estavam o tempo todo ali para nos ajudar. É sempre assim.
Ao tomar consciência dos nossos erros, somos capazes de recomeçar de uma forma diferente. Saberemos que os amigos de verdade são aqueles que jamais nos fecham a porta e não nos farão perguntas. Os amigos de verdade dão um longo abraço, choram, riem conosco, nos deixam a vontade para falarmos o que quisermos, quando nos sentirmos prontos. Amigos aconselham e jamais nos jogam num poço.
Os amigos de verdade não são aqueles que aparecem repugnantes contando vantagens sobre si, mas sim aqueles que a todo o momento perguntam: Como vai você? Amigos de verdade não geram disputa. Eles seguram nossas mãos e dizem: Estou ao seu lado.
Amigos de verdade entendem quando queremos ficar sozinhos... Às vezes ficamos ou optamos ficar sozinhos. E são nestes momentos que podemos refletir todas as passagens de nossas vidas, um momento nostálgico, não para voltar ao passado, mas sim, perceber que existiram muitos momentos lindos e repletos de significados. São as lembranças que fazem o nosso coração disparar de saudade. E se o coração bater de saudade por algo foi porque ali VIVEMOS.
Nos momentos de solidão é que enxergamos DEUS, um amigo fiel, que mesmo quando batemos a nossa porta na cara dele, fica o tempo inteiro ali esperando o nosso perdão, para que possa nos aconselhar, dando uma nova direção. ELE é um amigo que nos dá uma bronca, mas uma bronca repleta de amor. Acho que é por isso que ele é tão misericordioso e sublime.
Quando confessamos e entregamos a ELE nossos medos, dúvidas, desejos, sonhos, pesadelos e principalmente aqueles erros que sempre cometemos e que não conseguimos mudar, mesmo assim, ele nos aceita. Deus acredita em tudo o que faz o nosso coração disparar. Mas Deus é VIDA. Ele quer nos transformar em pessoas que assim como ELE sabem perdoar e amar.
Mesmo que ninguém a nossa volta nos sorria, nos encoraje ou nos aplauda, Deus nos sorri, nos encoraja e nos aplaude. Por isso, a nossa gratidão diária pela VIDA é a ELE, pois o entendimento para tudo o que perdemos ou deixamos, ELE nos dará no tempo certo. Que possamos chegar a conclusão das nossas vidas compreendendo o que é sabedoria e amadurecimento. A VIDA é uma lição e nosso AMIGO está ao nosso lado. SEMPRE!  

Um comentário:

OLISANTO NATELIZA disse...

A amiga Santiago,ês uma mulher valente.com os teus artigos reforço a minha maneira de encarar a vida. obrigado por mais este.bjs

Santiago Oliveira