segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Voe! Voe!

Por Fernanda Santiago Valente

Li recentemente o livro “O Deus Esquecido”, de Francis Chan com Danae Yankoski (Editora Mundo Cristão), e muitos trechos do livro falaram profundamente ao meu coração. Sou uma pessoa movida pelo Espírito Santo de Deus apesar dos meus desvios e anseios. Às vezes falo ou faço coisas sem pensar, mas logo, o Espírito me testifica, me avisa. O Espírito Santo mora em meu coração e ELE ama a minha felicidade. E eu sei muito bem quais são as coisas que entristecem o Espírito Santo.

Por causa desse trecho abaixo, decidi virar borboleta:

(página 27)

Há alguns anos, quando um pensamento casual me ocorreu, decidi compartilhá-lo com minha esposa:
_Você já tentou imaginar sobre o que as lagartas pensam?
_perguntei
É claro que ela respondeu:
_Não
Então prossegui, falando-lhe da confusão que, imaginei, passa pela cabeça de uma lagarta. Durante toda a sua vida como tal, ela rasteja por um pequeno trecho de terra, ocasionalmente subindo e descendo por algumas poucas plantas. Aí, um dia, ela resolve tirar uma soneca. Uma longa soneca. O que será que passa pela cabeça dela quando acorda e descobre que é capaz de voar? O que terá acontecido com seu corpo sujo, roliço e pequeno de lagarta? Sobre o que ela pensa quando vê seu novo corpo minúsculo e suas asas lindíssimas?
Como cristãos, devemos experimentar esse mesmo tipo de assombro quando o Espírito Santo passa a habitar em nosso ser. Devemos nos espantar com o fato de nos tornarmos “novas criaturas” nas quais o Espírito de Deus reside. Assim como a lagarta descobre sua nova capacidade de voar, precisamos nos empolgar com a capacidade que o Espírito nos concede de viver uma forma diferente e fiel. Não é sobre isso que as Escrituras falam? Não é por isso que todos nós temos procurado?
É, de fato, uma verdade espantosa o fato de o Espírito daquele que ressuscitou Jesus entre os mortos habitar em você. Ele habita em mim. Não sei dizer o que o Espírito fará em mim ou aonde ele me levará cada vez que eu convidá-lo a me orientar. Só sei que estou cansado de viver de uma maneira que se parece exatamente com a forma em que vivem as pessoas nas quais o Espírito de Deus não habita. Quero viver de um modo coerente, sem perder a força da noção do Espírito. Quero ser diferente hoje do que eu era ontem, à medida que o fruto do Espírito se manifesta cada vez mais em minha vida.
Quero viver de tal maneira que eu me submeta verdadeiramente à orientação do Espírito Santo dia após dia. Cristo disse que seria melhor para nós que o Espírito viesse, e quero viver como uma pessoa que tem convicção dessa verdade. Não desejo prosseguir rastejando se sei que possuo a capacidade de voar. 

sábado, 28 de agosto de 2010

Pense bem

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

QUANTO A SUA SAÚDE AFETA A SUA PRODUTIVIDADE?

Por Christian Barbosa

Quando você pensa em adiar suas tarefas em função das urgências, a primeira atividade que sai da lista são seus compromissos pessoais, principalmente os relacionados à saúde, não é verdade?
 Temos uma mania insistente de priorizar terceiros e deixar de lado a nossa própria vida. Porém, essa escolha acaba tendo um preço alto - e aprendi isso na pele. Se você não tem tempo para seu corpo, ele até é paciente, mas uma hora se cansa e o obriga a ter tempo para cuidar de si, fazendo com que fique de cama ou até mesmo algo pior.
 No dicionário da saúde existem duas palavras que definem essa situação. A primeira é o Absenteísmo, esse termo significa que você não pode ir trabalhar devido a alguma condição de saúde. A segunda é o Presenteísmo, ou seja, você vai trabalhar com algum problema de saúde crônico como dores de cabeça, dores lombares etc.
 Medir o absenteísmo é fácil para as empresas, basicamente resume-se em avaliar a quantidade de faltas devido a problemas de saúde. Já o presenteísmo é mais complicado, é necessário ter uma equipe de saúde atenta na empresa para criar algum tipo de indicador.
 Independente do que esteja passando, é preciso entender que se você não priorizar sua saúde, a sua produtividade pode cair drasticamente. Esse ano comecei a ter um leve enjôo no final do dia, no início achei que era alimentação, depois que era algum grau que voltou na vista devido à cirurgia que fiz no passado, enfim, deixei para lá por acreditar que tudo isso seria “frescura”.
 Nessa época, o meu nível de execução reduziu aproximadamente 30%, quase três horas por dia. Parei de realizar algumas atividades importantes para mim e todos os dias após às 15h30, praticamente não conseguia fazer mais nada por estar me sentindo mal. Então me dei por vencido e fui ao médico, quando descobri que era simplesmente uma labirintite. Iniciei o tratamento e voltei a realizar minhas tarefas normalmente.
 De que adianta ter todo o tempo à disposição se você não tem saúde para aproveitar? Não existe outra maneira de aproveitar o melhor o tempo se não priorizar o importante: VOCÊ.

·         Que tal agendar um check-up geral na sua vida?

·         Que tal começar algum tipo de esporte? Nem que seja caminhar no seu bairro todos os dias com sua família, com seu cachorro ou com seus pensamentos?

Lembre-se: tempo não serve de nada sem saúde. Você precisa ter tempo para ter saúde e saúde para usar seu tempo! Por isso, cuide de você enquanto é importante, pois quando virar urgente o prejuízo é grande.



*Christian Barbosa - Maior especialista no Brasil em administração de tempo e produtividade, é fundador da Triad PS, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo. Ministra treinamentos e palestras para as maiores empresas do país e da Fortune 100. Autor dos livros A Tríade do Tempo e Você, Dona do Seu Tempo, Estou em Reunião e co-autor do Mais Tempo, Mais Dinheiro.

SBB PROMOVE TREINAMENTO PARA EVANGELIZAÇÃO COM LITERATURA EM BARUERI (SP)


No dia 28 de agosto, acontece em Barueri (SP) o Treinamento para Evangelização com Literatura, promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). Programado para as 09h00, no Templo da Assembleia de Deus, o evento tem o objetivo de estimular a troca de experiências e renovar o entusiasmo daqueles que se dedicam à divulgação da mensagem bíblica. Além disso, a expectativa do encontro é sensibilizar e estimular novos voluntários a ingressarem no programa Sócio Evangelizador, mantido pela SBB há cerca de 30 anos e que conta com mais de três mil voluntários.
 De abrangência nacional, o programa destina-se à distribuição maciça de folhetos bíblicos ilustrados em locais de grande movimento. Chamados de seleções bíblicas, esses folhetos trazem passagens bíblicas selecionadas com o objetivo de provocar uma reflexão sobre temas recorrentes no dia a dia da população urbana, como solidão, violência e valor da vida humana, bem como sobre os valores eternos expressos na Bíblia como fé, salvação, nova vida.
 Já há alguns anos, a SBB vem realizando encontros dessa natureza. Em 2009, por exemplo, mais de duas mil pessoas participaram de encontros realizados em Brasília (DF), Aracaju (SE), Belém (PA), Sorocaba (SP), Taubaté (SP), Osasco (SP), Manaus (AM), Feira de Santana (BA), Goiânia (GO) e Porto Alegre (RS). “Esta é uma oportunidade única de conhecer as necessidades dos sócios evangelizadores e como desenvolvem esse trabalho tão importante, que tem levado a Palavra de Deus a milhares de pessoas em todo o país. Além disso, queremos engajar novos sócios para este programa”, afirma Mário Rost, gerente de Desenvolvimento Institucional da SBB e responsável pela coordenação nacional do programa.
 O evento é aberto aos sócios evangelizadores já cadastrados e ao público interessado em conhecer melhor os objetivos do programa Sócio Evangelizador da SBB.

Treinamento para Evangelização com Literatura
Data:          28 de agosto de 2010
Horário:      das 09h30 às 12h00 horas
Local:          Templo da Assembleia de Deus em Barueri
Rua Jandira Guerra, 16 – Centro
Barueri – SP
Inscrições:   (11) 4198-0732 (Secretaria da Igreja, das 14h00 às 22h00) ou 0800-727-8888 (SBB).

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Futebol é palco de discussão na Bienal do Livro de São Paulo

Show de Bola escrito pelo adolescente Jonas em parceria com seu pai José foi prefaciado por Raí

A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil promovida pelo Instituto Pró-livro aponta que 55% dos brasileiros são leitores assíduos. Apesar de ser um índice baixo, o país tem arrebanhado mais leitores a cada dia. Um dos motivos do crescimento, ainda que tímido, pode ser o lançamento de obras com temas segmentados, o que inclui o futebol, grande paixão dos brasileiros e, cujo tema tem pipocado na Bienal Internacional de São Paulo, e será discutido nesta segunda, dia 16, no Salão de Ideias.
 A Editora FTD também apresenta o tema tratado de maneira muito divertida por José Santos e Jonas Worcman de Matos, no livro Show de Bola. Para o garoto de 15 anos e seu pai, ambos fanáticos por futebol, esta é a segunda dobradinha literária e, fizeram belos gols de rimas em sua nova obra.  “Misturamos nossas ideias, um ajudou o outro, leu, releu, gostou, não gostou, discutiu, resmungou, sorriu, vibrou”, contam eles. “Enfim, nos divertimos muito ao fazer esse projeto.”
 Voltada para o público infantil, a obra traz personagens como o porco-artilheiro, o eterno reserva – e revela a infância de craques como Pelé, Zico e Ronaldinho. As páginas foram organizadas como um jogo, com primeiro e segundo tempo, e até intervalo. Tem poemas para juiz, para peladas e ainda para os clássicos. Um painel foi criado para homenagear jogadores nacionais e internacionais.
 As ilustrações pinceladas a mão por Ricardo Girotto são uma partida à parte. O artista procurou usar um estilo mais tradicional para os desenhos desse divertido livro. “Minha intenção foi retomar o velho e bom estilo do lápis de cor e aerógrafo, que é muito mais interessante e gostoso de usar, embora faça sujeira e uma bagunça danada”, conta ele.
 Como em todo clássico de futebol esse livro não poderia deixar de contar com o seu craque, ou seja, o camisa 10. Quem assina o prefácio é Raí, ex-jogador do São Paulo e da seleção brasileira e que agora está à frente da Fundação Gol de Letra.  “Existem vários namoros da música com o futebol, mas a tabelinha do futebol com a literatura ainda é nova”, diz o craque. “E o futebol é muito inspirador. Tem muito de arte e esporte. Fico feliz de ver um livro surgindo dessa dupla paixão.”

Sobre os Autores: 

Jonas Worcman de Matos tem 15 anos e é um apaixonado por futebol. José Santos, o pai, desde que seus filhos nasceram escreve para o público infantojuvenil. Já publicou vários livros de poesia, como O ABC Quer Brincar com Você, Estrelas do Céu e do Mar, Rimas da Floresta, O Casamento do Boitatá com a Mula-sem-Cabeça (premiado pelo PNBE 2007). É diretor do Museu da Pessoa e um dos editores do site de literatura infantil Cronopinhos www.cronopios.com.br/cronopinhos

Sobre o ilustrador: 

Ricardo Girotto, ou apenas Girotto, é ilustrador e colaborador de algumas das principais editoras do país. Ilustra suplementos infantis, revistas de entretenimento, livros didáticos e de literatura para o público infantil e juvenil há mais de 20 anos.Também criou um site onde mostra às crianças como fazer seus próprios brinquedos – www.fabricadebrinquedos.com.br 

 Serviço

Show de Bola
Autores: José Santos e Jonas Worcman de Matos
Ilustrações: Girotto
Páginas: 48
Preço: Sob consulta
Editora FTD – SAC 0800-158555

Sessão de autógrafos: Estande da FTD – Rua C20/D21 Dia 21 de agosto – sábado – 11h.

 Fonte: Kelly Queiroz – Jô Ribes Comunicação

domingo, 15 de agosto de 2010

Essa mania de me admirar com as coisas

Por Fernanda Santiago Valente


Hoje minha mãe completa 55 aninhos e Maria Fernanda, minha sobrinha linda, apenas um aninho. É dia de festa! (embora eu não esteja em clima de festa). Mas, me admiro. Minha sobrinha está linda. Ela nos imita. Ela gargalha. É a pessoinha mais curiosa que já vi. Qualquer gesto, objeto, quer saber o que é. Essa é a capacidade que a criança tem de se admirar. Observa tudo. Ela se admira com os detalhes, examina e quer aprender.
Pena que ao crescer, deixamos de nos admirar e nos habituar com as coisas. Acostumamo-nos com o mundo.
Ficamos tão absorvidos com o cotidiano que a admiração pela vida torna-se reprimida. Para as crianças, tudo é novo, tudo é normal. Sinto saudade dessa inocência. Sinto saudade do meu amigo Fernando, que dizia-me: _Fê, o que mais chama atenção em ti é a sua inocência. (no bom sentido). Ele queria dizer que a minha inocência era me admirar com as pessoas. E hoje, eu descobri: elas nos ferem.
Hoje, já não sou inocente, mas não perdi a minha capacidade de me admirar com as coisas, essa minha sensibilidade receptível. Juntar com a família, com os amigos e abrir mão do cotidiano: conversar sobre as cores, o tempo, as sensações e sentimentos... e jogar fora aqueles assuntos que infelizmente tornam a vida tão normal: a fofoca da vida alheia, o que aconteceu hoje na novela, a cotação do dólar, ou as conversas fiadas só para não passar o tempo calado.
É isso que me faz notar que paramos de conversar sobre o belo, sobre o curioso, sobre o surpreendente, sobre o diferente (Este tal mundo dos sentidos tão belo e espetacular).
Eu ainda sou como uma criança. Infeliz é quem deixou de ser. (Não sou mais inocente, mas não perdi a mania de me admirar)

sábado, 14 de agosto de 2010

Nunca mais quero ser musa

Por Fernanda Santiago Valente

Nunca mais quero ser musa
Os versos intensos acabam
E uma mulher quer sempre mais que palavras
Uma mulher não quer promessas
Não tenho mais vinte anos
Não acredito mais em ilusões
Acredito no amor por inteiro
Que divide sorrisos e segredos
Não foge dos problemas
Mas, encara situações
Acredito no amor que segue a mesma direção
Um amor que não desvia no meio do caminho
Um amor que não se perde
Acredito no amor que não é inventado
Nem interpretado...
Acredito no amor que não é traidor
Acredito no amor paciente
Aquele que cuida
Aquele que sabe que nem todos os dias podem ser coloridos
O amor é vida;
É entrega total, não é individual.
O amor...
O amor...
O amor...
O amor que teme... o amor

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

BRASIL-HAITI ― 101 histórias. Uma esperança.

Versão brasileira do livro vai ajudar vítimas das tragédias no Haiti, Rio de Janeiro, Pernambuco e Alagoas
No começo de 2010, quando o terremoto no Haiti tirou a vida de milhares de pessoas e deixou um número ainda maior de desabrigados, o inglês Greg McQueen fez um apelo na internet: queria reunir 100 histórias, não necessariamente sobre as tragédias, e publicá-las em um livro. A receita líquida seria destinada a organizações envolvidas na ajuda humanitária do país. A partir daí, nasceu o livro 100 Stories for Haiti (100 histórias para o Haiti).
E foi pensando em ajudar não só o Haiti, mas também as vítimas dos desastres naturais que assolaram o Rio de Janeiro, Pernambuco e Alagoas, que a Garimpo Editorial resolveu lançar por aqui uma nova versão, intitulada Brasil-Haiti ―101 histórias. Uma esperança. Na versão brasileira, cerca de 30 histórias foram escritas por autores nacionais, substituindo parte dos contos originais. E foi adicionada uma história extra, em quadrinhos.
Diferente da versão americana, Brasil-Haiti contém também um prefácio-depoimento do executivo do mercado financeiro Carlos Nomoto, que viajou ao Haiti para ajudar a cidade de Porto Príncipe. Entre os diversos autores que colaboraram com o livro, estão Moacyr Scliar, Antonio Carlos Secchin, Mauro Ventura, Galeno Amorim, Angela Dutra de Menezes entre outros nomes. Os contos escritos variam de depoimentos a histórias bem humoradas.
A receita líquida deste livro ― que também contou com o trabalho voluntário de tradutores, preparadores, revisores e produtores ― será encaminhada aos projetos de auxílio nos dois países por intermédio da Visão Mundial, uma das maiores e mais respeitadas organizações de promoção de justiça e assistência do mundo. E vale ressaltar que o objetivo não é só uma ajuda emergencial, mas duradoura, para auxiliar na reconstrução do Haiti e das cidades brasileiras.

Trechos do livro

“Voltei para o meu assentamento envergonhado. Perco a paciência por causa de uma vaga de automóvel no shopping. Quase blasfemo contra Deus quando perco um bom negócio. Fico ansioso para saber quanto será o meu bônus anual. Morro de raiva daquele cara que tentou me ‘passar a perna’ no trabalho. A vida moderna cria a ilusão de que estamos nos tornando seres melhores e maiores. Então, por que estamos dando mais atenção a coisas tão pequenas?”

“Estou dormindo. Sonho que entro em um quarto vazio e há uma porta fechada à minha frente, com uma chave na fechadura. Freud criou teorias sobre causalidade: o que me trouxe aqui? Jung preferia a finalidade: o que será que existe do outro lado da porta? Freud não teria usado a chave e declarado, cheio de orgulho, que se tratava de um símbolo fálico. Jung teria destrancado a porta para descobrir o mistério que ela ocultava. Em seguida, Freud e Jung aparecem no quarto e começam a discutir entre si com veemência. Com qual dos dois devo concordar? O que devo fazer? Não sou nenhum filósofo – no mundo real, trabalho doze horas por dia. Minha solução ao enigma? Eu me encolho no chão de meu quarto imaginário e durmo. (conto 34 – A solução do leigo ao acaso versus o enigma final, ou como dois homens perderam o sono e outro dormiu.

Os autores e o organizador

O inglês Greg McQueen, que vive na Dinamarca, onde escreve histórias para o público adolescente, selecionou 100 entre mais de 400 histórias que recebeu de outros escritores (profissionais ou amadores) para compor 100 Stories for Haiti. Na versão brasileira, cerca de 30 histórias originais foram substituídas por textos produzidos por autores brasileiros, alguns deles bastante conhecidos, como o premiado Moacyr Scliar, o acadêmico Antonio Carlos Secchin, o jornalista Mauro Ventura, além de Galeno Amorim, Angela Dutra de Menezes e muitos outros. O livro Brasil-Haiti ― 101 histórias. Uma esperança conta ainda com o prefácio-depoimento de Carlos Nomoto, empresário brasileiro que viu in loco os efeitos do terremoto no Haiti ao viajar como voluntário para montar barracas de abrigo em Porto Príncipe.

Ficha Técnica

BRASIL-HAITI
Título original: Adaptado do livro 100 Stories for Haiti
Autor: Greg McQueen (organizador da obra original) e outros
Tradução: Diversos voluntários
Número de páginas: 256
Formato: 16x23cm
Acabamento: Brochura com orelhas
Categoria: Contos, crônicas
Lançamento: agosto de 2010
ISBN: 978-85-62877-18-6
Preço sugerido: R$ 25,00

Obs: A obra que será lançada na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. O evento acontecerá nesta sexta-feira, dia 13 de agosto, das 18 às 18h45 na Sala de Coletivas de Imprensa.
Todo o lucro líquido recebido com a venda deste livro será revertido para ações humanitárias no Brasil e no Haiti.

Fonte: Lilian Cardoso

Fique por dentro dos Lançamentos da Bienal

Glow, a Bíblia da era digital, chega ao Brasil


Pré-lançamento acontecerá no dia 18 de agosto, durante a Bienal do Livro de São Paulo, com palestra de Nelson Saba, idealizador da plataforma multimídia.
Com apenas dois cliques do mouse o universo do Livro Sagrado vai se desenhar na tela de seu computador. Assim é a Biblia Digital Glow, um lançamento inovador e interativo. Resultado de uma parceria entre a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) e a Immersion Digital, o produto oferece a experiência de explorar e aprender de forma única e completa o mundo bíblico, graças a um conteúdo extremamente rico e envolvente. No total, são 546 passeios virtuais em 360 graus, 2,37 mil fotos em alta resolução, 711 obras de arte, 3h30 de vídeo em alta definição e mais de 140 mapas.
Além desse material, a obra traz, ainda, o texto bíblico nas traduções de Almeida Revista e Atualizada (RA), Almeida Revista e Corrigida (RC), Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH) e Tradução Brasileira – todas traduções da SBB e as preferidas pelos cristão brasileiros. Notas e introduções aos livros das Bíblias de Estudo Almeida e NTLH, artigos e quadros da Bíblia da Família e Dicionário da Bíblia de Almeida completam o conteúdo.
Paralelamente, será lançada também uma edição especial: o Glow Pentecostal, da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD). Nessa versão, além de todo o conteúdo citado anteriormente, haverá a Bíblia de Estudo Pentecostal, Dicionário Teológico, Dicionário do Movimento Pentecostal, Teologia Sistemática e Pequena Enciclopédia Bíblica.
Os dois pacotes da Bíblia Digital Glow terão pré-lançamento na Bienal Internacional do Livro de São Paulo. O evento acontecerá no dia 18 de agosto, às 20 horas, no auditório Espaço das Orquídeas, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Na ocasião, haverá a palestra A Bíblia na Era Digital, que será proferida por Nelson Saba, idealizador do Glow e diretor executivo da Immersion Digital.

Ferramenta inovadora e intuitiva

Logo na página principal do Glow, o texto sagrado e seus recursos são acessados através de cinco lentes visuais:
- Bíblia: apresenta o texto bíblico em sua forma tradicional, com o diferencial de poder ser pesquisado e selecionado de acordo com a necessidade do usuário.
- Atlas: apresenta eventos bíblicos representados geograficamente. Mais do que isso: com apenas dois cliques é possível acessar qualquer parte das Escrituras Sagradas.
- Linha do Tempo: traz os acontecimentos da Bíblia organizados cronologicamente.
- Tópicos: apresenta itens relacionados à vida das pessoas, além de passagens que contribuem para enfrentar os desafios do dia a dia.
- Mídia: reúne uma seleção de vídeos e fotos, entre outros recursos visuais.

Graças à tecnologia de ponta, o Glow possibilita fazer passeios virtuais que transpiram veracidade e
emoção. É possível visitar a Jerusalém dos tempos de Cristo e conhecer como ela é hoje, além de explorar, por exemplo, a Capela Sistina ou o Tabernáculo. Em uma seção de conteúdo pessoal, o usuário pode também personalizar um plano de leitura bíblica de acordo como sua área de interesse e disponibilidade de tempo, além de adicionar notas e marcadores bíblicos de sua própria autoria.
Com os recursos existentes, os usuários do Glow poderão fazer uma verdadeira viagem no tempo e mergulhar onde determinados fatos ou passagens bíblicas aconteceram. Com visual moderno e tecnologia de ponta, o Glow é uma plataforma multimídia, que oferece uma navegação simples e intuitiva. Ou seja, pelo mouse ou pelo toque – no caso de aparelhos móveis com tela touch screen –, é possível percorrer facilmente todo o conteúdo bíblico.
Em formato DVD-ROM, o Glow requer computadores com processador Dual Core, placa de vídeo, 256 MB (ou superior), conexão à Internet, memória RAM mínima de 2 GB e espaço livre de 18 GB no disco rígido. Uma versão simplificada da Bíblia Glow também está sendo preparada para aparelhos móveis portáteis, como iPads (computador de mão) e celulares móveis tipo iPhone e Smartphones.
A Bíblia Glow foi lançada pela Immersion Digital, nos Estados Unidos, em outubro de 2009. Desde então, conquistou cerca de 50 mil usuários e o prêmio de Bíblia do Ano, do Christian Book Award 2010. Além da edição em português, o Glow também será lançado em breve em espanhol, mandarim e coreano. A versão em inglês já alcançou mais de 100 países, entre eles, Canadá, Reino Unido, Austrália e África do Sul.
“A nossa expectativa é que, levando a Bíblia para a plataforma digital, nós alcançaremos uma geração que não tem mais o papel como mídia predominante”, observa Nelson Saba, idealizador do Glow.

Recursos:

Bíblia Digital Glow

§ Mais de 500 passeios virtuais (em 3D e 360 graus) em ambientes da época.
§ 3h30 de vídeo em alta definição, dividido em 26 capítulos de documentários sobre a vida de Jesus.
§ Atlas geográfico com 143 mapas navegáveis (espécie de Google Earth bíblico).
§ Mais de 700 imagens de trabalhos de arte da época.
§ Mais de 2.300 fotos em alta resolução e com zoom.
§ Texto bíblico nas traduções de Almeida Revista e Atualizada (RA), Almeida Revista e Corrigida (RC),

Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH) e Tradução Brasileira.

§ Notas e introduções aos livros da Bíblia de Estudo Almeida e da Bíblia de Estudo NTLH.
§ Artigos e quadros da Bíblia da Família.
§ Dicionário da Bíblia de Almeida.
Formato: 3 DVDs-ROM

Glow Pentecostal

§ Todo o conteúdo anterior, mais:
§ Bíblia de Estudo Pentecostal
§ Dicionário Teológico
§ Dicionário do Movimento Pentecostal
§ Introdução Teológica Sistemática
§ Pequena Enciclopédia Bíblica

Pré-lançamento da Bíblia Digital Glow e apresentação da palestra A Bíblia na Era Digital, com Nelson Saba
Data: 18 de agosto de 2010
Horário: 20 horas
Local: Auditório das Orquídeas – Pavilhão de Exposições do Anhembi
Endereço: Avenida Olavo Fontoura, 1.290 – Santana – São Paulo – SP

Editora Ponte leva teste de estresse para a Bienal do Livro de São Paulo


“Manual Básico de Estudo” é o lançamento da Editora para esta edição

A Editora Ponte participa da 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, de 12 a 22 de agosto, e leva seu famoso teste de estresse. No estande da Editora, os visitantes poderão se testados gratuitamente, além de conferir todo o catálogo de obras de L. Ron Hubbard, autor mais publicado e traduzido do mundo segundo o Guiness Book. Hubbard é fundador da Dianética, ciência que estuda o funcionamento da mente e ensina a lidar com registros negativos do passado.
O teste, que consiste na elaboração de perguntas e na mensuração dos níveis de estresse causados pelos assuntos abordados, revela por meio de um aparelho quais tópicos são mais problemáticos para determinada pessoa. “É uma ótima oportunidade para os visitantes descobrirem seus pontos fracos e começarem a tratá-los de maneira direta, precisa, e completamente natural, utilizando os métodos da Dianética”, afirma Lucia Winther, presidente da Editora Ponte.
Ainda na agenda da Editora está o lançamento da obra “Manual Básico de Estudo”, de Hubbard, no dia 14 de agosto, às 16h. Sucesso no mundo todo, o livro disponibiliza um método que proporciona a compreensão dos princípios da aprendizagem e mostra o passo-a-passo para vencer as armadilhas enfrentadas por estudantes. “Há barreiras que impedem o entendimento e causam sintomas físicos no momento em que alguém está lendo ou estudando”, esclarece Lucia Winther. “Ao serem identificadas, é possível corrigir o problema e seguir os estudos com compreensão”, completa.
Os visitantes do estande ainda poderão participar de um concurso cultural que vai distribuir dicionários Sacconi. Os prêmios vão para os autores das melhores frases com a expressão “pai dos inteligentes”. O primeiro lugar leva o “Grande Dicionário Sacconi da Língua Portuguesa”. Do segundo ao quinto colocado, o prêmio será um “Minidicionário Sacconi” e o livro “Dianética: A Evolução de uma Ciência”. Quem quiser participar deve preencher o formulário e depositar sua resposta na urna. As frases vencedoras, escolhidas por um júri da própria Editora, serão divulgadas até o dia 269 de agosto. Os contemplados receberão avisos por telefone e e-mail.

Mais informações podem ser encontradas no site http://www.dianetica.org.br/

Editora Ponte na 21ª Bienal Internacional do Livro de SP
Quando: Dia 12 de agosto, das 10h às 22h (exclusivo para os profissionais do setor literário) e entre os dias 13 e 22 de agosto, das 10h às 22h (público em geral).
Onde: Estande M 47, no Pavilhão de Exposições do Anhembi.
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). Idosos acima de 65 anos e menores de 12 anos não pagam ingresso.

Fonte: Camila Balthazar Flávia Ragazzo


Instituto Pró-Livro convida Pia Fraus para apresentar o “Mundo Português” na Bienal do Livro de São Paulo

Como se conduzisse os visitantes a folhear as páginas de um bom livro o espetáculo Mundo Português – Conheça o mundo que fala português, uma das atrações do espaço O livro é uma viagem projetado pelo Instituto Pró-Livro para 21ª Bienal do Livro de São Paulo, promete envolver crianças e jovens em uma aventura que narra a história de como a língua portuguesa foi propagada em diferentes países do mundo.
A montagem inédita se insere no conceito de uma das principais atrações para o público infantojuvenil na Bienal, que é a de promover uma verdadeira viagem pelo mundo da leitura mostrando o quanto pode ser divertido descobrir e conhecer novas histórias com o livro.
Parte de uma instalação temática de 500m² o espetáculo da Cia Pia Fraus será o responsável por inserir os visitantes no tema lusofonia. Depois de viajar em um túnel de livros onde encontraram personagens de clássicos da literatura nacional e internacional, será a vez dos visitantes encontrarem atores e bonecos surgidos de páginas que compõem o cenário para contar a história do nosso idioma em outros países do mundo
“Vamos contar para os visitantes a nossa própria história. Muitos ainda desconhecem como os portugueses vieram parar aqui e em outros países e, que é por essa razão que falamos o seu idioma. Será uma experiência enriquecedora, tanto para nós da companhia como para quem estiver no espaço O livro é uma viagem”, diz Beto Andreetta, diretor da Pia Fraus.
Tudo sairá de um grande livro: os atores, bonecos e imagens. Os expectadores terão a impressão de folhear as páginas e desvendar a história que será contada. ”Em todo o circuito da instalação será transmitida a sensação de que o público é parte da história, e com o espetáculo não será diferente”, revela Zoara Failla, curadora da instalação e gerente de projetos do Instituto Pró-Livro.
Haverá apresentações em todos os dias do evento com sessões programadas de uma em uma hora no espaço O livro é uma viagem.

SERVIÇO
O livro é uma viagem
21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo
De 12 a 22 de agosto de 2010
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209
Informações: www.prolivro.org.b

Fonte: Jô Ribes Comunicação


Gilberto Freyre, a moda do Cangaço, Galileu Galilei e sustentabilidade para crianças estão entre as novidades da Escrituras Editora (estande N-15)
21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Participação especial da árvore do compromisso socioambiental e distribuição de 1000 mudas de ipês rosa e branco.

A Escrituras Editora e A Girafa (agora selo da Editora Arte Paubrasil) apresentam, na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, temas inusitados como a moda e a simbologia do Cangaço, fruto de 15 anos de pesquisa do historiador Frederico Pernambucano de Mello, o novo livro de Gilberto Freyre sobre Joaquim Nabuco e um romance histórico sobre Galileu Galilei.
Mantendo o foco na sustentabilidade e preservação do meio ambiente, a Escrituras Editora abre espaço para um bate-papo sobre o 'cidadão verde' e conscientização socioambiental para crianças, dentro da primeira edição sustentável da Bienal do Livro. O objetivo é discutir temas sustentáveis, apresentando dicas que podem ser aplicadas no dia a dia.
O encontro acontecerá na segunda-feira, 16 de agosto, às 11h, no estande da Escrituras Editora (Rua N - estande 15), com a presença dos autores da série Seis Razões (Educação Ambiental para crianças), que autografarão seus livros: a pedagoga e mestre em Educação Silmara Casadei, o prof. Nílson Machado, da Faculdade de Educação da USP e a bióloga Michele Rascalha, pós-graduada em Educação Ambiental pela USP. Na ocasião, haverá a participação de 100 crianças do colégio Unidade Jardim, de Santo André (SP), premiado por suas iniciativas socioambientais e educacionais. Com o apoio do Rotary International - Distrito 4430, haverá distribuição de 1000 mudas de ipês rosa e branco, ameaçados de extinção.
Além do bate-papo, haverá coleta de pilhas, baterias e embalagens de salgadinhos, com participação especial da árvore do compromisso socioambiental, na qual os visitantes poderão registrar de que forma preservam seu planeta. A árvore, produzida pelo Rotary Clube Cambuci, foi confeccionada com restos de carpete e madeira e estará em exposição no estande da Escrituras Editora durante toda a Bienal. Depois, segue para o acervo da Biblioteca Raul Bopp (Parque da Aclimação - São Paulo), temática em Meio Ambiente.
No final da feira será sorteada uma grande cesta sustentável para os cadastrados no estande, contendo livros sobre o tema meio ambiente (para adultos e crianças), porta-celular de garrafa pet, ecobag, estojos, bolsas e produtos da TerraCycle (produzidas de embalagens de salgadinhos, dificilmente recicladas).

Conheça os lançamentos da Escrituras Editora e A Girafa na Bienal:

Em torno de Joaquim Nabuco, de Gilberto Freyre (selo A Girafa – Editora Arte Paubrasil) 2010 - 110 anos de nascimento de Gilberto Freyre e centenário da morte de Joaquim Nabuco
Gênero: Literatura Brasileira/História do Brasil/ Joaquim Nabuco
ISBN: 978-85-63610-01-0
336 páginas
Preço: R$ 35,00
Gilberto Freyre (1900-1987) foi quem mais escreveu sobre o abolicionista Joaquim Nabuco, muito citado em Casa-Grande & Senzala, Sobrados e Mucambos, Ordem e Progresso e, sobretudo, na Introdução à História da Sociedade Patriarcal no Brasil, dedicada à época de grande atuação política do autor de O Abolicionismo, personalidade que o fascinava e sobre a qual escreveu inúmeros artigos.
Uma coletânea desses artigos de Freyre sobre o estadista está reunida no livro Em torno de Joaquim Nabuco (A Girafa, Editora Arte Paubrasil), marcando o centenário da morte do pernambucano.
Segundo nos conta Edson Nery da Fonseca, na apresentação do livro, “Gilberto Freyre estava preparado como poucos para entender o drama pessoal de Joaquim Nabuco, adversário da instituição dentro da qual nascera e fora criado e figura de transição entre a Monarquia e a República”.
A edição recebe o apoio da Fundação Gilberto Freyre e da Fundação Joaquim Nabuco, de Recife (PE).

Estrelas de couro – a estética do cangaço (Escrituras Editora) – autoridade no tema Cangaço, Frederico Pernambucano de Mello mergulha no universo desconhecido de sua cultura material, explorando sua simbologia e a moda do cangaço
Prefácio: Ariano Suassuna
Gênero: História/Cangaço e cangaceiros/ Usos e costumes/ Ensaio interdisciplinar
ISBN: 978-85-7531-324-4
258 páginas
Preço: R$ 150,00
Em Estrelas de couro: a estética do cangaço, Frederico Pernambucano de Mello, autoridade no tema Cangaço - expressão do irredentismo popular brasileiro -, mergulha no universo desconhecido de sua cultura material, promovendo a leitura profunda do requinte e dos significados presentes nas poucas peças autênticas de uso dos cangaceiros, a exemplo do signo-de-salomão, da cruz-de-malta, da flor-de-lis, do oito contínuo deitado, das gregas, de variações sublimadas da flora local, e das tantas combinações possíveis de que se valia o cangaceiro na construção de um traje que atendia à vaidade ornamental de seu brado guerreiro e a anseios bem compreensíveis de proteção mística. Chamado por Gilberto Freyre de “mestre de mestres em assuntos de cangaço”, Pernambucano foi responsável pelo módulo dedicado ao tema na Mostra do Redescobrimento- Brasil 500 Anos (São Paulo, 2000), que incluiu peças de seu acervo pessoal. Ariano Suassuna conta, no prefácio, que “não seria outro, senão este, o livro que gostaria de ter escrito”.

CÉU DE GALILEU, de Gilberto Buchmann (A Girafa)
Gênero: Literatura Brasileira/Romance Histórico/Astronomia
ISBN: 978-85-99629-29-1
400 páginas
Preço: R$ 35,00
A publicação do livro O Céu de Galileu coincide com os 400 anos de publicação de Sidereus Nuncius (Mensageiro das Estrelas, 1610), no qual Galileu Galilei publicou os revolucionários resultados de suas observações e que o consagrou indefinidamente.
Romance histórico de Gilberto Buchmann, a narrativa gira em torno do roubo de um manuscrito, na Itália do século XVII, e retrata o extraordinário desenvolvimento conferido à ciência pelas múltiplas descobertas de Galileu, o protagonista da obra. O autor acompanha toda a trajetória pessoal do cientista italiano, desde as glórias científicas até o processo movido contra ele pela Inquisição, envolvido num fundo histórico exaustivamente pesquisado, uma enorme quantidade de dados e fatos reais, como todas as informações biográficas sobre Galileu. Além do enredo principal, outra história se desenrola, conferindo ao livro um final verdadeiramente surpreendente.

Eu Falo Sim (Escrituras Editora), de Silmara Rascalha Casadei e Vera Bailão, com ilustrações de Marilei Moreira Vasconcellos Fernandes (Coleção Escritinha/Escrituras Editora)
Lançamento: 16/08, segunda-feira, 11h, no estande N-15
Gênero: Literatura infantil
ISBN: 978-85-7531-374-9
48 páginas
R$ 19,00
Uma criança numa escola pode comunicar-se com os colegas de um jeito diferente? Tomás e seus amigos acham que sim.
O livro Eu falo sim (Coleção Escritinha – Escrituras Editora) apresenta a história de uma turminha que aprende junto a um amigo um pouco diferente novos jeitos de se comunicar. Baseado em uma história real, foi escrito pela pedagoga e mestre em Educação Silmara Rascalha Casadei e a fonoaudióloga Vera Mendes Bailão (USP) e conta com as ilustrações de Marilei Moreira Vasconcellos Fernandes, mãe do Tomás, a fonte inspiradora da história.
Eu falo sim traz a beleza da diversidade humana e as variadas possibilidades de expressões que, ao se conectarem compreensivelmente, descobrem que a linguagem que aproxima os diferentes é a linguagem do amor.

BRASIL RETRATOS POÉTICOS 2011 - diário (Escrituras Editora)
Fotos: Palê Zuppani
Poemas: Raimundo Gadelha
Apresentação e coordenação: Wilmar Silva
Nos rodapés, fragmentos de poetas mineiros
ISBN: 978-85-7531-373-2 (capa marrom)
ISBN: 978-85-7531-372-5 (capa azul)
Acompanhando o sucesso editorial dos livros da série Brasil Retratos Poéticos, a Escrituras Editora apresenta os diários Brasil Retratos Poéticos 2011, que apresentam fotos de altíssima qualidade, retratando as mais belas paisagens brasileiras, sempre acompanhadas de curtos poemas de Raimundo Gadelha (em português e inglês), escritos a partir dessas imagens. As fotos da agenda 2011 são de autoria do fotógrafo Palê Zuppani, reconhecido internacionalmente por seu trabalho e que também colabora com o calendário de parede Brasil Retratos Poéticos 2011. No rodapé de cada página há minibiografias e fragmentos poéticos de poetas mineiros, sob a coordenação de Wilmar Silva, também responsável pela apresentação do diário.


BRASIL RETRATOS POÉTICOS 2011 - calendário de parede (Escrituras Editora)
Fotos: Luciano Candisani e Palê Zuppani
Poemas: Raimundo Gadelha
Apresentação: Wilmar Silva
Código de barras: 7898141950550
ISBN: 789-81-4195-055-0
Seguindo a mesma linha da série de livros e do diário Brasil Retratos Poéticos, este calendário de parede apresenta fotos de altíssima qualidade que retratam as mais belas paisagens brasileiras sempre acompanhadas de curtos poemas de Raimundo Gadelha (em português e inglês), escritos a partir dessas imagens. As fotos da edição 2011 são de autoria dos fotógrafos Luciano Candisani e Palê Zuppani, ambos reconhecidos internacionalmente por seu trabalho. Apresentação: Wilmar Silva.
O calendário de parede Brasil Retratos Poéticos 2010, com fotos de Iara Venanzi, José Caldas, Mauricio Simonetti e Rogério Reis, recebeu o bronze no World Calendar Awards 2010 -- que premia os melhores calendários do mundo -- na categoria Best Subject/Wall Calendars.


MARAVILHAS DO BRASIL – Fauna Brasileira 2011 - calendário de mesa (Escrituras Editora)
Fotos e legendas: Adriano Gambarini
ISBN: 789-81-4195-054-3
O calendário de mesa Maravilhas do Brasil – Fauna Brasileira 2011 segue a mesma receita de sucesso da coleção de livros Maravilhas do Brasil, publicada desde 2005. Este calendário revela toda a beleza e exuberância das paisagens regionais brasileiras, registradas pela rara sensibilidade e talento do fotógrafo Luciano Candisani.
Pelo quinto ano consecutivo, os calendários Maravilhas do Brasil tiveram sua qualidade editorial e gráfica reconhecida pela Calendar Marketing Association (EUA) -- World Calendar Awards, que premia os melhores calendários do mundo --, e ganharam destaque entre os calendários de mesa. O Maravilhas do Brasil – Aves 2006 recebeu o Prêmio de Mérito e o Maravilhas do Brasil – Flores 2007 ganhou o Ouro (ambos na categoria Best Animal/Wildlife Photography), classificando-se entre os três melhores calendários do mundo no Calendar of the Year 2007. Ambos contam com as fotos de Fabio Colombini. O Maravilhas do Brasil - Frutas 2008, com fotos de Silvestre Silva, recebeu o bronze no World Calendar Awards 2007, também na categoria Best Animal/Wildlife Photography. O Maravilhas do Brasil - Festas Populares 2009, com fotos de Gabriel Boieras e Luciana Cattani, recebeu Prêmio de Mérito no World Calendar Awards 2009, na categoria Best Subject e o Maravilhas do Brasil - Paisagens 2010, com fotos de Luciano Candisani, recebeu o bronze no World Calendar Awards 2010, na categoria Best Scenic/Other Photography.


AGENDA DE EVENTOS ESCRITURAS EDITORA

Segunda sustentável

Dia 16 de agosto, segunda-feira, a partir das 11h

Bate-papo sobre como ser um ‘cidadão verde’ e conscientização socioambiental para crianças, com os autores da série Seis Razões (Educação Ambiental para crianças), que autografarão seus livros: a pedagoga e mestre em Educação Silmara Casadei, o prof. Nílson Machado, da Faculdade de Educação da USP e a bióloga Michele Rascalha, pós-graduada em Educação Ambiental pela USP.

Distribuição de 1000 mudas de ipês rosa e branco

Participação especial da árvore do compromisso socioambiental, na qual os visitantes poderão registrar de que forma preservam seu planeta.

Dia 16 de agosto, segunda-feira, 11h

Lançamento do livro Eu falo sim, com a presença das autoras Silmara Rascalha Casadei e Vera Bailão, da ilustradora Marilei Moreira Vasconcellos Fernandes, mãe do menino Tomás, fonte inspiradora deste livro. Além do Tomás, haverá diversos convidados com necessidades especiais mostrando que não é tão ruim ser diferente.

Cozinhando com as palavras

Dia 18 de agosto, quarta-feira, 10h30

Espaço Cozinhando com Palavras

Debate sobre saudabilidade

Participação: chef Jasmine Chen, autora do livro Sabor e Saúde: as melhores receitas vegetarianas do Templo Zu Lai (Escrituras Editora), com a presença das monjas do Templo Zu Lai.
O debate contará com a participação da Profª Aurora Limãos Bento, coordenadora do Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social e Cultural do Estado de São Paulo, que tem um programa de consciência alimentar junto às escolas municipais de ensino médio, a Dra. Sylvana Braga, autora do livro de Dieta Ortomolecular, e a Nutricionista da Unilever - Hellmann´s.


Atriz e escritora Maria Dudah Senne participa da 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Maria Dudah Senne estará autografando seus livros “Promessa Pro Santo Errado” e “Louca de Pedra, Doida Varrida”, nos próximos dias 18 e 20 de agosto, às 16h, na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, Rua M58 (estande Editora Biblioteca 24x7)
Sobre a autora

Maria Dudah Senne é autora de dois livros divertidos e reflexivos: “Promessa pro Santo Errado” e “Louca de Pedra, Doida Varrida”, que deu origem ao espetáculo que leva o mesmo nome e que voltará aos palcos de São Paulo no próximo mês de setembro. Atualmente, Maria Dudah faz parte do júri do Festival de Teatro Cidade de São Paulo.


“Promessa pro Santo Errado” - A história é baseada em causos de realismo fantástico que sempre contribuíram para propagar a cultura regional nordestina. Esta é a trama de amor impossível de dois homens (pai e filho) que se apaixonam pela mesma mulher. A autora desenvolveu a obra com pitadas de humor, suspense, paixões, músicas do cancioneiro popular, que resultou em um romance que você devora com prazer da primeira à última página.

“Louca de Pedra, Doida Varrida” – Contém textos curtos, poemas carregados de humor, desabafos e pequenos contos. Trata-se de uma atualização de “Devaneios e Contradições de uma Louca de Pedra, Doida Varrida”, publicado em 2008.

“Seria tão bom se existisse uma matéria obrigatória em nossos estudos: aprendendo a viver. Faríamos nossas escolhas buscando alguns resultados positivos para nossas vidas. Nossa carência supera nossa racionalidade.

“Quantas vezes pensamos que estamos amando, embora saibamos que estamos apaixonadas pelo sentimento, não pela pessoa. Alimentamos estas travas para que o tempo tenha sentido, para que nossas almas brilhem como se estivéssemos sendo amadas”. (Maria Dudah Senne)

Fonte: Sonia Kessar - Assessoria de Imprensa

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Utopia ou Ideologia?

Por Fernanda Santiago Valente


A maioria das pessoas vive de utopia
Eu prefiro viver de ideologia
Cazuza queria uma para viver
Não abraçou nenhuma
Morreu como seus heróis
Deixou seus versos eternos, utópicos...
(Lindos e extremos. Não nego isso)
Eu abracei um ideal
Que pra mim é real:
_Sigo a ideologia de Jesus
Tão simples assim: _Sim!
Cazuza queria uma para viver


terça-feira, 10 de agosto de 2010

A História de Mary Jones

Este livro conta a emocionante história de Mary Jones, que inspirou o surgimento do movimento das Sociedades Bíblicas em todo o mundo. Mary Jones viveu há mais de 200 anos no País de Gales, Reino Unido. De família muito pobre, com apenas nove anos, Mary estabeleceu uma meta para si: ter uma Bíblia em sua língua - um verdadeiro desafio para a época, em que os livros eram raros e caros.
Durante seis anos Mary trabalhou duro para conseguir o dinheiro necessário para comprar uma Bíblia. Aos 15 anos, conseguiu relizar o seu sonho. A história dessa obstinada menina inspirou a criação da primeira Sociedade Bíblica do mundo, a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira.
Fundada em 1804, em Londres, por um grupo de líderes cristãos, foi constituída com o objetivo de tornar a Bíblia Sagrada um livro acessível a todos os segmentos da população. Hoje, são 147 Sociedades Bíblicas atuantes em mais de 200 países e territórios, com a missão de difundir as Escrituras Sagradas entre todos os povos do mundo.

Obs: Imagino que Mary tenha lido a Bíblia inteira, diferente de nós, que temos fácil acesso e não damos o devido valor. A Bíblia, como já citei várias vezes é o melhor livro do mundo. Existem muitas pessoas como Mary, que sabem que a Bíblia é Sagrada.

Formato: 14,0 x 21,0 cm
Páginas: 48
Capa: Brochura Ilustrada
Preço: R$ 3,20

Está tudo censurado

video
Nosso país nunca foi democrático. Todos os programas de humor político estão proibidos de veicular matérias de gozação, intimidação... tudo o que faça o representante político se sentir ofendido. Óh. Isso mostra mais uma vez que não temos a liberdade de opinião.
Ainda bem que as sátiras impressas não são banidas, poucos leem não é verdade?

De um sonho...

Por Fernanda Santiago Valente



Grávida
a vida
Ávida

Não estou grávida, mas a minha vida está
sonhos;
desejos;
sensações...

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Mascaras

Eu vi a mascara cair
E isso não dá vontade de rir
É triste!
Seja sempre você, pois ninguém impressiona o tempo todo.

Ler é viajar

Aprenda também a fazer essa viagem: leia! Só um livro tem a capacidade de mexer com a sua imaginação e lhe apresentar pessoas e lugares que jamais pensou que existisse. Ler é conhecer algo novo... (Fernanda Santiago Valente)


Neste mês, faça como o SESC SP, promova a leitura:

SESC SP lança ações que estimulam a leitura e a troca de experiências pelas redes sociais

Desde segunda-feira, 2 de agosto, quem transitar por São Paulo poderá se deparar com um livro em seu caminho. O SESC SP espalhou 250 títulos do catálogo das Edições SESC SP em variados pontos da cidade, como praças, pontos de ônibus, metrôs, shoppings e outros lugares que fazem parte do cotidiano do paulistano, com um convite para que a experiência da leitura seja partilhada na Internet, no hotsite Leia e Conte (www.sescsp.org.br/leiaeconte), iniciativa que reforça a participação da entidade na realização da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece de 12 a 22 de agosto, no Anhembi.
A ação se chama Livros pela cidade e o objetivo é que, além de compartilhar impressões e sugestões nas redes sociais – com foco no Twitter, os próprios leitores multipliquem seu efeito, deixando a obra em outros lugares para que novos leitores encontrem os “livros-surpresa”. Assim, o comprometimento de cada um manterá ativa a ação do SESC SP. Além de se tornar um agente nesta grande “corrente” da leitura, a primeira pessoa que encontrar um desses livros poderá ainda ganhar outra obra. Cada livro contém um código promocional para cadastramento no hotsite que dá direito a um vale-livro para ser trocado em qualquer uma das unidades do SESC SP da Capital e da Grande São Paulo.
Outra ação, a Troque seus livros, também começa agora. Durante todo o mês de agosto, quem quiser trocar seus livros poderá fazê-lo em qualquer uma das unidades do SESC SP da Capital e Grande São Paulo, aos sábados e domingos, a partir das 15h.

21ª BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO
Data: 12 a 22 de agosto de 2010
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209 - São Paulo/SP

Fonte: Pluricom

domingo, 8 de agosto de 2010