sábado, 14 de agosto de 2010

Nunca mais quero ser musa

Por Fernanda Santiago Valente

Nunca mais quero ser musa
Os versos intensos acabam
E uma mulher quer sempre mais que palavras
Uma mulher não quer promessas
Não tenho mais vinte anos
Não acredito mais em ilusões
Acredito no amor por inteiro
Que divide sorrisos e segredos
Não foge dos problemas
Mas, encara situações
Acredito no amor que segue a mesma direção
Um amor que não desvia no meio do caminho
Um amor que não se perde
Acredito no amor que não é inventado
Nem interpretado...
Acredito no amor que não é traidor
Acredito no amor paciente
Aquele que cuida
Aquele que sabe que nem todos os dias podem ser coloridos
O amor é vida;
É entrega total, não é individual.
O amor...
O amor...
O amor...
O amor que teme... o amor

5 comentários:

Priscila Rodrigues disse...

Amor só é válido quando é verdadeiro, quando o mesmo sentimento se iguala entre os dois.

Lindo seu poema, Flor, transmite sentimento e o que queremos. Adorei!!

Tenha um ótimo domingo, espero que esteja bem, muito bem.. =)

Beijos.

Tia Ném disse...

Que lindo, Fernanda!!!!

O AMOR é tudo em nossas vidas!

Já faz um tempinho que não passo por aqui. Após recuperar da minha cirurgia voltarei...adoro ler tudo que escreve.
Qdo vi a chamada, não resisti... pensei: preciso ir lá dar uma espiada, rsrsrs.

PARABÉNS!!!! Bjs: Tia Ném.

Anônimo disse...

Deixar de ser musa é incorreto.
O certo é não desanimar...
É acreditar até encontrar
Não um certo poeta.Mas,o poeta certo.

Sem a musa não haveria o poema
Sem o poema não existiria poesia
Assim, o poeta ocioso ficaria
Mergulhado na melancolia.

Continuemos...As vezes esqueçemos
Que com Aquele que nos fortaleçe tudo podemos. Não é mesmo?

Luiz Augusto da Silva.
Poeta - Olímipia - SP.

Anônimo disse...

Olá Fernanda!

Permita-me mais uma explicação:

Ser musa não é opção.
Ser musa é vocação.
Ser musa é um dom
Que brota e enraiza no coração
Para ao poeta doar inspiração.
Um conselho:não desista não.

Mude de "poeta" se necessário for.
Quando? Terá a resposta ao encontrá-lo revestido de carinho tansbordando de amor.

Acredite em mim. Garanto que é assim...

Um bom dia repleto de alegria.

Abraços fraternos, do amigo,

Luiz Augusto da Silva

Olímpia - São Paulo

Anônimo disse...

É...Fernanda...

Existe na musa um dom que independe do querer ou não...

É a inesgotável fonte que borbulha lá dentro do coração.

A sua (fonte) ,sempre, está em ação como um vulcão em erupção jorrando lavas de inspiração.

Quem sou!?: Desta vez não digo não.rs