quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Homem do Campo

Hoje, publico com todo o carinho um poema de Luiz Augusto Silva, um poeta brasileiro que quer divulgar toda a sua sensibilidade aqui no meu blog. Parabéns Luiz, por homenagear os homens que trabalham no campo... lindo e digno. Deus te abençoe grandemente e fique a vontade para enviar mais poemas. Não é preciso formação acadêmica para escrever com a alma. Tudo o que vem do coração emociona. Eu me emocionei.



Homem do Campo

Por Luiz Augusto Silva

O sertanejo deixa a cama
Ausenta-se da choupana
O orvalho sobre a grama
É o sinal: do trabalho que o chama.
Chapéu com abas largas
Roupas já bem surradas
São as vestes usadas
Durante as duras jornadas.

Com as mãos calejadas:
Pela foice! Pela enxada!
Ferramentas usadas.
Necessidades saciadas.
Cai a noite! Retorna à cabana.
Leva lenha às costas,
Para esquentar o jantar.
Feliz! Olhos a brilhar!

Descansa alegre! A cantarolar.
Pensa: amanhã... Antes de o sol raiar,
Valtarei a trabalhar! A tudo recomeçar:

Para com honradez; minha família sustentar.
No caminho murmura:
Deus que nunca nada me falte.
Para que os meus filhos: possa eu amparar!

8 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

Nossa Fernanda que sensibilidade.
Uma forma elevada de falar do trabalhador honesto.
Adorei.
Bom dia

Xeros

™Deka disse...

Muito bonito, com beleza e realidade!

Anônimo disse...

Solidariedade e gratidão não ocupam espaços! Engrandecem...

Fernanda, se acha lindo o meu poema...
Bela! Generosa! É a sua sensibilidade, que
Ao ilustra-lo com especial peculiaridade.
Aos vocábulos dá vida...Identidade...
Falando a verdade não sei nem o que dizer...
Quero lhe agradecer pela solidariedade.

Paz e bem! Que Deus lhe abençoe, também!

Abraços fraternos.

Luiz Augusto da Silva - Olímpia - SP

Anônimo disse...

Olá, prezada amiga. Bom dia!

É com muita felicidade que releio a matéria que sela o início da nossa sincera amizade.Que seja para sempre...nunca se desgaste... nunca acabe!

Abraços plenos de fraternidade.

Luiz Augusto da Silva.
Olímpia - São Paulo

Anônimo disse...

Será que acabou? Abraços fraternos para voce para o Fabian e para o David.

Anônimo disse...

Será que acabou? Abraços fraternos para voce para o Fabian e para o David.

Anônimo disse...

Será que acabou? Abraços fraternos para voce para o Fabian e para o David.

Anônimo disse...

Boa noite,lindo o teu poema Luiz,gosto muito dos teus poemas,e muito mais quando vc se lembra de pessoas lutadores,esse é o nosso homem do campo,e são tantos né meu amigo?que Deus lhes de forças pr se levantarem todos os dias,dando lhes saúde,e esperança de um dia melhor, Deus continue lhe dando muitas inspirações, vindas de Deus,e viva o nosso poeta Luiz Augusto Silva������������...