terça-feira, 21 de setembro de 2010

Comunicar é uma arte

Por Fernanda Santiago Valente

Há exatamente oito anos trabalho com surdos. Tive o privilégio de aprender LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais Brasileira) e essa comunicação arde em minha vida. Quer dizer, a palavra COMUNICAÇÃO é a minha vida. Comecei a me comunicar com os surdos interpretando os cultos da minha igreja. Essa experiência fez eu aprimorar os meus sentidos, minha percepção.
Descobri que os surdos não são mudos. A expressão “surdo e mudo” não existe. Os surdos falam com as mãos, com o corpo, com o olhar. Eles tem a capacidade de entender tudo o que acontece ao nosso redor. Lêem os lábios e são muito sensíveis. Surdos não são burros. São pessoas capazes como eu e você. Às vezes, os surdos são confundidos com pessoas que sofrem de deficiência mental, pois alguns, ao tentar se comunicar emite sons. Pessoas insensíveis dão risada, desprezam, e não procuram ler seus lábios.
Os surdos são autênticos e sempre vão tentar se comunicar. Todos eles gostam de assistir TV, ler, sentir a música, estudar, namorar, dançar, trabalhar, sonhar... Em 2008 tive a oportunidade de dar aula de webdesigner para a Dani, uma moça surda. Foi uma grande experiência pra mim, pois encontrei nela uma criatividade tremenda. O meu maior medo foi na hora de ensiná-la a colocar música no site. Mas, tive a percepção de pedir que colocasse as mãos nas caixinhas de som do computador para sentir a música. E assim aconteceu, ela sentiu a música. Então, notei que não existe barreiras para os surdos. A Dani foi uma das minhas melhores alunas.
Outra experiência inesquecível que tive foi com o Robson, um dos surdos que freqüenta a minha igreja. Há mais ou menos 15 dias, ele olhou bem no fundo dos meus olhos e falou: EU AMO VOCÊ. DEUS TE AMA MUITO. DEIXA EU TE ABRAÇAR? Foi o melhor abraço que recebi até hoje. Senti a sensibilidade, o conforto, o carinho de alguém muito especial. Ele conseguiu sentir o que eu estava vivendo e precisando naquele momento. Foi o abraço mais gostoso que recebi. Realmente confortou o meu coração.
São pequenos gestos que alegram a minha vida. Amo muito esse ministério que Deus me deu. Amo os surdos que Deus permitiu que eu cuidasse. Sou extremamente grata a Deus por compreendê-los. E o melhor, com apenas um olhar, eles são capazes de me ler. Quer sentir as pessoas? Coloque-se no lugar de um cego ou de um surdo. Use seus sentidos. É maravilhoso.

2 comentários:

™Deka disse...

Eu adoraria aprender libras! O blog está cada vez mais interessante e inteligente.

noemia disse...

Olá Fernanda , obrigada por sua visita...