terça-feira, 1 de junho de 2010

Vamos perdoar? Vamos!

Por Fernanda Santiago Valente

Já notou que a atitude mais difícil que enfrentamos é o perdão? George Hebert, poeta e orador inglês, cita um pensamento que me faz refletir demais: Quem não consegue perdoar destrói a ponte a qual terá que passar. Isso significa que todos nós devemos passar pela ponte do perdão e aprender que isso é para o nosso crescimento e também para a nossa liberdade.
Se você, como eu possui uma fé cristã, com certeza, tem o hábito de todos os dias orar o Pai Nosso. Não é mesmo? Mas você se dar conta do que pede nessa oração a Deus?
Mateus 6. 9-15
Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.
Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.
Os versículos 14 e 15, logo após o amém, que não costumamos orar foi o que mais tocou o meu coração. Isso quer dizer que se não perdoamos aqueles que nos ofenderam, Deus também não nos perdoa. A falta de perdão nos afasta do amor de Deus. É por isso que o mundo não sabe amar. Quem não perdoa, não sabe amar. Temos que aprender a viver verdadeiramente essa oração. Cristo ordena o perdão: Colossenses 3.13: Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também.
Temos que suportar as pessoas. A falta de perdão causa angústia ao nosso coração. Faz mal. Se quisermos uma vida plena, devemos livrar-nos da amargura, pois ela nos destrói, mata nossos pensamentos, nos adoece, nos deprime e muitas vezes nos causa ira.
Em Efésios 4.26-27 está escrito: Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo.
Não podemos explodir porque é isso o que o diabo quer. Muitos não acreditam nas citações bíblicas, mas é verdade. Por acaso a ira nos produz bons frutos? Não, Né?
Então, nesses momentos, eu mesmo bato o pé, a cabeça, brigando com Deus. E penso que muitos agem dessa maneira também. Mas, Deus nos ensina a confiar NELE. E nesses momentos de mágoas, traições, brigas, devemos contar até 10 e falar com Deus: Senhor, eu estou irada, irritada, mas tire esse sentimento do meu coração, me ajude a perdoar, cure o meu coração. É assim que devemos orar e entregar tudo nas mãos de Deus e com certeza nos ajudará, pois foi o que aconteceu com Davi: Salmos 32.5 - Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado. (Selá.)
Quando entregamos o nosso coração a Deus a cura se inicia. O perdão é uma decisão, não é um sentimento. É um ato de fé. A falta de perdão causa doenças graves e bloqueia as bênçãos de Deus em nossas vidas. Que possamos fazer como o último suspiro de Jesus na cruz: Lucas 23.34 E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.

Vamos orar?

Senhor, peço neste momento que arranque toda a tristeza, mágoas e amargura do nosso coração. Perdoe as nossas fraquezas e desvios e tudo o que tentamos fazer pela nossa própria força. Que possamos verdadeiramente perdoar aqueles que nos magoaram, ofenderam, mentiram, traíram... e que todas as nossas transgressões sejam jogadas nas profundezas do mar. E de lá, não sejam mais encontradas. Apague Senhor, tudo o que nos corrompe. É isso que te peço, em nome do seu AMOR. Amém.
Miquéias 7.19: Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas iniqüidades, e tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar.

3 comentários:

PATRICIA disse...

Olá Fe. Simplesmente maravilhoso o que voce escreveu, estou passando por uma situação assim, uma pessoa me persegue demais, faz de tudo para tirar a minha paz de todas as maneiras que voce possa imaginar estou orando ao Senhor, pedindo sua Graça para pedir perdão a essa pessoa que tanto me faz mal. Tudo o que está escrito é verdade, é uma infinidade de coisas que nos prejudica se não pedirmos e liberarmos o perdão. Parabéns amada que Deus continue te abençoando mais e mais, muitos beijos.

TATA... disse...

Pois é... o perdão não é um sentimento, é uma decisão. Uma decisão de entregar-mos para o Pai tomar conta de toda a situação...

Que o Senhor nos de força e graça para continuarmos a fazer a sua vontade...

bjs

Anônimo disse...

Muito bem!

Repudiar o perdão é sacrificar o coração.

Procuremos um bosque...um recanto...com aparente solidão.
Locais apropriados para a reflexão e, também, para o exercício do perdão.Este é o primeiro degrau da escada da salvação.

"Amemos ao próximo como a nós mesmo".

Um abraço do irmão.

Luiz Augusto da Silva.

Olímpia - São Paulo